Aqui começa a minha jornada, no mundo maravilhoso do sentimento de SER "Simplesmente Avó"

Oficina de Pintura

Crie, imagine, sonhe, ocupe! É com este mantra que o III Festival de Ilustração e Literatura Expandido movimentou a cena cultural de Salvador, entre os dias 4 e 7 de maio/2017. O espaço de encontro foi o Palácio da Aclamação, no Passeio Público – Campo Grande, o festival teve em sua programação, gratuita, diversas oficinas, exposições, lançamento de livro, conversas coletivas, performances e atividades infantis. O projeto é uma realização da Movimento Contínuo com produção da Multi Planejamento Cultural e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura da Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Você e seu amiguinho João Pedro, participaram da Oficina de Pintura “Criança Pinta Muito”…rsrsrs…olha o resultado! ❤

Anúncios

“Sujeiras” que ajudam na imunidade infantil

Muito interessante esse artigo que achei no site “Laboratório de Educação“, em parceria com Catraquinha.

Créditos: Shutterstock. Os micróbios têm um papel importante no sistema imunológico, daí a importância de deixar as crianças se sujarem sem preocupações excessivas, defende o pesquisador.

Pesquisas indicam que nem toda sujeira é prejudicial e apontam até que algumas delas podem contribuir para o aumento da imunidade da criança.

Chupeta que cai no chão e volta direto para a boca. Cachorro que lambe o rosto dos bebês engatinhando. Criança com a mão suja de terra chupando o dedo. Todas essas cenas são comuns da infância. Ainda assim, são preocupações recorrentes dos pais.

Para apaziguar o instinto protetor dos pais e cuidadores, estudos apontam que nem todas essas preocupações são necessárias e, mais do que isso, indicam que o excesso de higiene pode trazer até malefícios para a saúde dos pequenos.

O estudo do ‘microbioma’, ou seja, os micróbios que habitam o nosso corpo, é um campo da ciência que vem se ampliando nos últimos anos. A proposta é analisar qual o papel dos micróbios no sistema imunológico e provar como a falta deles pode se associar a problemas como asma, obesidade, diabetes e outros.

Emanuel Sarinho, presidente do Departamento Científico de Alergia da Sociedade Brasileira de Pediatria, afirma, em entrevista ao jornal O Globo, que a recomendação desmedida de antibióticos, por exemplo, também afeta o sistema imune. “Antibiótico só atua contra bactérias, e muitas vezes as crianças têm quadros virais. Esses remédios são maravilhosos, mas seu uso não pode ser banalizado, justamente porque eles matam também as bactérias do bem.”

O pesquisador defende que, principalmente nos primeiros anos de vida da criança, é importante deixá-los expostos a certas “sujeiras” para criar respostas imunológicas e desenvolver resistência.

“Precisamos pensar no que é mais importante na promoção da saúde: nos mantermos afastados dos micróbios ou sermos imunes a eles?”, questiona, referindo-se a uma tendência atual no sentido de melhorar a resposta imunológica, diminuindo a prescrição de antibióticos para estimular a imunidade natural das crianças.

Essa exposição aos “micróbios bons” é fundamental durante a primeira infância, argumenta o pesquisador que, além de contar casos e citar pesquisas, defende que a exposição a determinadas sujeiras ajudam a melhorar a microbiota (bactérias, vírus e fungos nanturais do organismo) dos filhos.

No livro “Let Them Eat Dirt” (em tradução livre, “Deixe as crianças comerem terra”), Brett Finlay, microbiologista da Universidade de British Columbia, no Canadá, defende a importância dos micróbios na primeira infância. Apesar de parecer um exagero à primeira vista, o título se refere à importância de deixar as crianças livres para brincar, se sujar, descobrir a natureza, os animais, sem preocupações excessivas com limpeza. Segundo ele, o “excesso de higienização do mundo” é recente, uma tendência de 30 anos para cá.

Em entrevista ao Catraquinha (*), a psicóloga Isabel Gervitz, do Laboratório de Educação, afirma que o conceito de sujeira é uma construção histórica e cultural. “Compreendemos a sujeira como um ‘desvalor’, e percebemos isso em vários aspectos ligados à infância, como a preocupação excessiva dos adultos com o fato de a criança se sujar ao brincar”.

Sem exageros, é claro, vale, então, deixarmos a criança, ainda pequena, explorar o ambiente à sua volta, brincando e também se sujando um bocadinho!

(*) O Catraquinha é fruto de uma parceria entre o Instituto Alana e o Catraca Livre. O site reúne informações interessantes para pais, educadores e familiares – de agenda cultural a projetos transformadores para a infância – com o intuito de empoderá-los para que interfiram positivamente no desenvolvimento das crianças, deixando-as exercer em sua plena potência a criatividade e a autonomia.

Dia dos Pais diferente!

Já o Dia dos Pais esse ano de 2017 a escola celebrou de uma maneira diferente, inovativa. Levou todos ao Parque da Cidade, em Salvador, para atividades ao ar livre, com atividades participativas e de entrosamento entre pais e filhos. Teve empinamento de pipa, puxamento de corda, corrida de saco e outras coisas mais.

Olha que delícia!

Páscoa de 2017

Registro fotográfico da páscoa de 2017. É como eu digo, este blog também serve como um álbum online, por isso faço questão de deixar registrado para depois você, Arthur, acompanhar. Todo ano é quase a mesma coisa, mas só para deixar aqui no blog.

 

 

 

Interação com a Natureza

Todos nós já sabemos que o seu gosto pela natureza é genético (seu pai, avó e biso materno e bisa paterno), mas essa avó coruja aqui se derrete toda quando presencia ou mesmo recebe fotos suas nessas ações. Só sei que amo ver você com esse cuidado e tenho esperança que leve para o resto de sua vida.

Uma historinha: a vovó ganhou umas sementes de um tipo de feijão, que na Bahia se chama andú, dadas por amiga de longe, e levou lá para a roça (Sítio Maria Goreth) e fez questão que você participasse do plantio. Você todo contente plantou e ano seguinte eles cresceram muito. Veio a hora da colheita. Primeira vez, você colheu, mas ainda não eram muitos. Esse ano estavam carregados, então você foi colher com seu pai, os dois debulharam e encheram um saquinho, que foi levado para Salvador, onde foi preparado com todo esmero e você comeu tudinho, dizendo que você estava comendo o feijão que plantou. Porém, não planejei direito na época do plantio e como eles foram plantados dentro do jardim, tomaram o espaço todo, por essa razão a vovó teve que cortar os pés, porém, agora, já tem um lugar específico para plantá-los novamente, das muitas sementes que produziram. Só que você voltou depois disso lá e não sabia, correu direto para onde estavam plantados e ficou meio tristinho pois não os viu lá. Então sua mãe explicou e me parece que você entendeu 🙂

Colhendo…

Ainda colhendo…

E comendo….

Agora vamos jardinar…

Aguando…

Muita água…

Acabou…rsrs

 

Dia das Mães 2017

E o tema da festa na escolinha foi “cruzeiro de emoções”, inspirado nas música de Roberto Carlos, que foi como sempre, uma apresentação teatral na sexta-feira que antecedeu ao dia das mães. Na verdade, as mães entrariam num cruzeiro de Roberto Carlos, réplica no pátio da escola, mas como choveu nesse dia, a apresentação foi transferida para o interior. Cada sala, representou uma música antiga do “Rei”.

No domingo, dia das mães propriamente dito, você levou café da manhã para sua mamãe, com mimos feitos pelo papai.

A coisa mais linda do mundo essas roupas caracterizadas de época…rsrsrs…olha só o charme dessa turminha, toda estilosa!

 

Quatro anos de puro amor!

O tempo passa como num passe de mágica! E já se vão quatro anos desde a primeira vez que vi seu rostinho, em que as madrugadas eram de vigília, revezando o sono com sua mãe, atendendo as suas primeiras necessidades! Quatro anos de alegrias, de mais brilho às nossas vidas e de muita emoção com cada conquista e aprendizado seus. Agora você tem a sua “patotinha”, inseparável desde os primeiros passos, que é a suaas referência de “rede social” e logo, logo ela vai aumentar…isso é bom, pois conviver bem é uma arte!

Sua vovó não pôde estar aí para celebrar com você, mas faltando pouco para tê-lo nos meus braços novamente!

Teve duas comemorações singelas, mas recheadas de muito amor, uma na sua casa só para alguns amiguinhos, com direito a sessão de cinema, e outra na escolinha, onde o tema foi “Blaze And The Monsters Machine”, que sua mamãe organizou ela mesma com muito esmero e dedicação, afinal não é qualquer um que tem uma mãe top na organização de eventos. Indispensável o toque pessoal da @felicitart_eventos!

Vamos aos registros com seus amiguinhos em casa e na escola!

  1. Em casa, onde todos os amiguinhos queriam também soprar a vela…rsrsrs

2. Na escolinha, você todo fantasiado do personagem do tema (o piloto AJ, do desenho Blaze And The Monsters Machine)


%d blogueiros gostam disto: