Aqui começa a minha jornada, no mundo maravilhoso do sentimento de SER "Simplesmente Avó"

Arquivo da categoria: sociabilização

Acredito que a maioria sabe quem é o Luccas Neto, pelo menos quem tem criança em casa. É um youtuber brasileiro famoso entre as crianças, que é irmão do outro vlogger Felipe Neto que eu não gosto pelos vídeos que já vi. O conteúdo do seu canal visa a faixa etária entre 3 a 9 anos. Possui mais de 18 milhões de inscritos e mais de 3 bilhões de visualizações acumuladas. E como na era digital é quase impossível manter a gurizada longe dela (porque tem os coleguinhas que influenciam, tem as propagandas etc), o meu netinho não escapou dessa. A ele só é permitido ver os canais do youtube que são restritos, previamente selecionados pelos pais, e somente nos fins de semana. E como tal, ficou fã desse Luccas Neto. Porém tem também os canais educativos que ele gosta e se interessa como a exploração do espaço e fenômenos da natureza e gosta também de ciências, nessa idade de 5 anos!

Agora é de responsabilidade dos pais administrar isso para não extrapolar, pois tem a fase de tudo. Ele já teve a da galinha pintada, da peppa pig etc.

Li algo que achei coerente sobre os três pilares sobre esse assunto:

1) Como toda moda entre crianças, essa também será passageira;

2) Nós já tivemos essa idade e já chocamos nossos pais com porcarias similares;

3) É impossível criar filhos em uma redoma.

Mas a influência sobre eles vai até um limite. Até o amiguinho da escola começar a falar dos YouTubers da moda. Ou os vizinhos da rua começarem a cantar em coro no pula-pula: “Ooooooolha a explosão”. Um filho numa redoma é um filho sem amigos. Cortar o embalo é cortar o assunto em comum que eles terão daqui em diante. E, é bom ter sempre em mente, não temos o monopólio do bom gosto. Se sobrevivemos ao Xou da Xuxa, à Banheira do Gugu e aos Mamonas Assassinas eles também podem.

E espero que essa fase passe logo 🙂

E chegou a vez de Salvador receber o Luccas Neto num show na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. A mãe comprou os ingressos e lá foram eles. Arthur, no dia, pulou da cama e perguntou se já estava na hora do show, de tão ansioso que estava. Liguei para ele e o mesmo me disse: “vovó, eu vou sim para o show, com os meus amigos João Pedro e Sara, depois eu lhe conto” rsrsrsrs aguento com isso?? kkkkk

Aí está o resultado.

Com os amiguinhos na Concha Acústica

A platéia só dá eles!

Anúncios

Já o Dia dos Pais esse ano de 2017 a escola celebrou de uma maneira diferente, inovativa. Levou todos ao Parque da Cidade, em Salvador, para atividades ao ar livre, com atividades participativas e de entrosamento entre pais e filhos. Teve empinamento de pipa, puxamento de corda, corrida de saco e outras coisas mais.

Olha que delícia!


O tempo passa como num passe de mágica! E já se vão quatro anos desde a primeira vez que vi seu rostinho, em que as madrugadas eram de vigília, revezando o sono com sua mãe, atendendo as suas primeiras necessidades! Quatro anos de alegrias, de mais brilho às nossas vidas e de muita emoção com cada conquista e aprendizado seus. Agora você tem a sua “patotinha”, inseparável desde os primeiros passos, que é a suaas referência de “rede social” e logo, logo ela vai aumentar…isso é bom, pois conviver bem é uma arte!

Sua vovó não pôde estar aí para celebrar com você, mas faltando pouco para tê-lo nos meus braços novamente!

Teve duas comemorações singelas, mas recheadas de muito amor, uma na sua casa só para alguns amiguinhos, com direito a sessão de cinema, e outra na escolinha, onde o tema foi “Blaze And The Monsters Machine”, que sua mamãe organizou ela mesma com muito esmero e dedicação, afinal não é qualquer um que tem uma mãe top na organização de eventos. Indispensável o toque pessoal da @felicitart_eventos!

Vamos aos registros com seus amiguinhos em casa e na escola!

  1. Em casa, onde todos os amiguinhos queriam também soprar a vela…rsrsrs

2. Na escolinha, você todo fantasiado do personagem do tema (o piloto AJ, do desenho Blaze And The Monsters Machine)


As experiências anteriores, com seus pais, acho que não deram muito resultado, ou você dormia, ou ficava inquieto, mas agora que vc já está ficando mais esperto e grandinho, aproveitou mais, principalmente que estava cercado da sua costumeira “patota”. E lá se foram vocês para a aventura e depois um passeio no shopping com seus respectivos pais. Que delícia, em?

Os registros ficam marcados para sempre, pois quando a maturidade chega, muita coisa vai se “esmaecendo” da memória. Eu mesma, procuro lembrar de passagens da minha infância, desse período de sua idade, e não me lembro!

 


Ano passado você também foi ao Jardim Zoológico, mas olha agora a diferença! Interagir com amiguinhos, conhecer já o nome dos animais, começar a construir a sua imaginação e interação com a natureza é outra coisa!

Conversando com você pelo Skype, me contou a sua aventura e me disse que o bicho que mais gostou foi o jacaré…rsrsrs…porque será, eu não sei…a zebra tinha “umas listras coloridas – de branco e preto” 😀 😀 , o macaco tomou a bexiga da sua amiguinha, mas não tomou a sua e também viu o hipopótamo e uma cobrrrra grrrrrande 🙂

Me disse também que teve picnic, comeu biscoito, melão e tomou suco de tangerina! Poxa, que delíciaaa! Ahhh…e teve bolha de sabão também 😀

Aqui estão os registros…

zoo

zoo1

zoo2 zoo3

zoo4

zoo5

zoo6

zoo7

zoo8

zoo9

zoo10

zoo11

zoo13

zoo14

zoo15

zoo16

zoo17

zoo18

zoo19


Muito importante que seus pais tem uma visão mais ampla, talvez diferente um pouco da época deles quando crianças. O sociabilizar é fundamental para desde cedo a criança ser introduzida a outras costumes que não os de sua própria casa, a aprendizagem da boa convivênvia com outras pessoas diferentes das do círculo familiar, para criar laços de amizades, de companheirismo, solidariedade e compartilhar coisas. A criança, especialmente a que ainda é filho(a) única tem uma tendência natural ou vamos dizer, uma inclinação ao exclusivismo ou até mesmo a um ciuminho e aos poucos, com a convivência com outras crianças e ensinamento dos seus pais, vai deixando isso de lado e se acostumando a dividir e a ser social.

Aqui, a vovó vai deixando registrado alguns momentos desses “encontrinhos” com a sua turminha.

amigos amigos1

amigos2

amigos3

amigos4

amigos5

amigos6

amigos7

amigos8

amigos9

amigos10

amigos11

amigos12

amigos13

amigos14

amigos15

 



%d blogueiros gostam disto: