Aqui começa a minha jornada, no mundo maravilhoso do sentimento de SER "Simplesmente Avó"

Arquivo da categoria: Passeios

O melhor presente que uma criança pode ter é a atenção, amor e carinho dos que lhe cercam, para crescer com confiança e munida de sentimentos altruístas com o próximo. Sim, claro, que a criança gosta de brinquedos, mas também gosta de diversão e interatividade.

Dia das Crianças é comemorado anualmente em 12 de outubro no Brasil.

Esta data celebra os direitos das crianças e adolescentes, ajudando a conscientizar as pessoas (os pais, em especial) sobre os cuidados necessários durante esta fase da vida.

Tradicionalmente, no Brasil, no Dia das Crianças os adultos costumam oferecer presentes ou proporcionar atividades especiais e de entretenimento para os mais jovens.

A escolha desta data se deu porque nesse mesmo dia, no ano de 1959, o UNICEF oficializou a Declaração dos Direitos da Criança. Nesse documento, se estabeleceu uma série de direitos válidos a todas as crianças do mundo como alimentação, amor e educação.

E vocês meus netinhos, cada um teve uma forma de comemorar. Arthur, além de ter picnic e banho de mangueira na escolinha, ainda foi para o clube e depois para uma das praias mais lindas de Salvador, que fica na área militar, na localidade de Inema. Cecilia, foi se divertir na piscina com seus pais, irmãs e sobrinhos (Bento e Anastácia) e Helena foi lá para a casa da vovó materna, Del Carmem, receber os mimos dela, do tio Ruben, tia Natália e prima Laura. Na casa da vovó Del teve até cabaninha e amiguinhas para brincar.

Fotos de Arthur

 

Fotos de Helena

Fotos de Cecilia


Pois é, estava faltando você para ir começar a se familiarizar com o interior, a terra natal de sua avó materna e visitar seus bisos, tios e ficar, mesmo que pouco tempo, lá no sítio da vovó e de tia Cadinho. Você ainda não sabe o que significa tudo isso, mas já está mostrando a tendência para apreciar as flores, acho que elas têm a energia “chamativa” para os que são sensíveis à natureza e mesmo quem não é, não passa imune ao fascínio que elas exercem!

Ganhou maiô novo e claro que tinha que inaugurar, nem que fosse numa bacia….kkkkk….e foi isso o que aconteceu. Se deliciou na rede também, todos tem que passar por essa rede 😀

Vamos aos registros!

Na rede da casa da vovó…

Na casa de tia Cadinho, inaugurando meu maiô novo…

Conhecendo alguns membros da família!

Apreciando a natureza e encantada com a flor! ❤

Com tia Cadinho

Estou tão encantada!

 


Como sempre, quando vou ao Brasil atraso todas as postagens…. 🙂 mas vamos lá!

Começando pela sua participação, Arthur, no Natal tradicional que nossa família faz lá na roça, no Sítio da Vovó. Lá é onde você desfruta de todo o contato com a natureza, se suja de terra, brinca livremente pelo chão e ainda dorme de rede. Ahh, na véspera do natal você colocou cookies e leite para o papai noel, antes de ir dormir. E no dia seguinte, o que ganhou de presente? Uma bicicleta azul, o bom velhinho teve foi dificuldade para achar na cor que vc pediu 🙂

Aproveitando as suas férias de final de ano, como você já propagou aos quatro cantos que passou 23 dias passeando, se foi isso tudo é que não sei…kkkkk. Teve também a companhia dos seus amiguinhos.

Mas antes de vermos as fotos do Natal, vamos lembrar seu passeio à Aracaju?

Natal na roça


Acredito que a maioria sabe quem é o Luccas Neto, pelo menos quem tem criança em casa. É um youtuber brasileiro famoso entre as crianças, que é irmão do outro vlogger Felipe Neto que eu não gosto pelos vídeos que já vi. O conteúdo do seu canal visa a faixa etária entre 3 a 9 anos. Possui mais de 18 milhões de inscritos e mais de 3 bilhões de visualizações acumuladas. E como na era digital é quase impossível manter a gurizada longe dela (porque tem os coleguinhas que influenciam, tem as propagandas etc), o meu netinho não escapou dessa. A ele só é permitido ver os canais do youtube que são restritos, previamente selecionados pelos pais, e somente nos fins de semana. E como tal, ficou fã desse Luccas Neto. Porém tem também os canais educativos que ele gosta e se interessa como a exploração do espaço e fenômenos da natureza e gosta também de ciências, nessa idade de 5 anos!

Agora é de responsabilidade dos pais administrar isso para não extrapolar, pois tem a fase de tudo. Ele já teve a da galinha pintada, da peppa pig etc.

Li algo que achei coerente sobre os três pilares sobre esse assunto:

1) Como toda moda entre crianças, essa também será passageira;

2) Nós já tivemos essa idade e já chocamos nossos pais com porcarias similares;

3) É impossível criar filhos em uma redoma.

Mas a influência sobre eles vai até um limite. Até o amiguinho da escola começar a falar dos YouTubers da moda. Ou os vizinhos da rua começarem a cantar em coro no pula-pula: “Ooooooolha a explosão”. Um filho numa redoma é um filho sem amigos. Cortar o embalo é cortar o assunto em comum que eles terão daqui em diante. E, é bom ter sempre em mente, não temos o monopólio do bom gosto. Se sobrevivemos ao Xou da Xuxa, à Banheira do Gugu e aos Mamonas Assassinas eles também podem.

E espero que essa fase passe logo 🙂

E chegou a vez de Salvador receber o Luccas Neto num show na Concha Acústica do Teatro Castro Alves. A mãe comprou os ingressos e lá foram eles. Arthur, no dia, pulou da cama e perguntou se já estava na hora do show, de tão ansioso que estava. Liguei para ele e o mesmo me disse: “vovó, eu vou sim para o show, com os meus amigos João Pedro e Sara, depois eu lhe conto” rsrsrsrs aguento com isso?? kkkkk

Aí está o resultado.

Com os amiguinhos na Concha Acústica

A platéia só dá eles!


Você estava numa ansiedade só. Finalmente chegou o dia e lá fomos nós, eu, você, tia Lala e Bisa, para uma aventura turística por Salvador.

Embarcamos no Farol da Barra e pegamos o roteiro cidade baixa, que passa pelo Corredor da Vitória, Campo Grande, Av. Contorno (com a bela vista da Baía de Todos os Santos), com uma parada grande no Mercado Modelo, onde almoçamos e subimos o Elevador Lacerda, com direito a sorvete na Cubana (você me dizendo: eu só posso tomar sorvente quente, por causa da garganta…kkkkk…quem já viu sorvente quente?  🙂 ora, é só pedir um copo e deixar derreter). Depois rumamos ao Bonfim e na volta uma parada no Memorial Irmã Dulce, daí pegamos toda a orla marítima e chegamos ao ponto de chegada (de onde partimos). Foi muito divertido, com você dando palpite em tudo o que via, inclusive no Memorial da Irmã Dulce você foi muito interativo nas explicações que o guia ia dando. Tudo você perguntava e todos morriam de rir, não achando engraçado, mas admirando a sua perspicácia e inteligência.

Só queria deixar registrado aqui uma coisa. Pelo preço alto que se paga para um passeio desse tipo, a empresa Salvador Bus deveria ao menos fornecer grátis uma garrafa de água gelada! No mais foi tudo bem!

Fiz um vídeo, ainda não peguei as técnicas perfeitas, mas dá para curtir um pouquinho nossa aventura. A seguir, as fotos.

AS FOTOS:

No ônibus

Salvador Bus

A galera só na parte de trás do ônibus, onde tinha a cobertura.

Aquela cochilada básica … rsrsrs

Restaurante Maria de São Pedro, no Mercado Modelo

Fazendo pose no restaurante … rsrs

Em frente ao Elevador Lacerda, na parte alta da cidade.

Foto postagem…

Na igreja do Bonfim

Foto cartão postal, nas fitas do Bonfim, segurando a priminha Ceci. 


Destino: Nordeste brasileiro novamente, com muitas expectativas de ver os peixinhos coloridos nas águas das Alagoas ❤

Todo animado e só falava nessa viagem! Finalmente, uns dias para relaxar e curtir com papai e mamãe num lugar lindo, maravilhoso! E lá se foram vocês para Maceió, aproveitar as águas cristalinas daquele paraíso na costa nordestina. O passeio incluiu as belíssimas praias de Ipioca, de Barra de São Miguel e a paradisíaca Paripueira, onde você viu os peixinhos. Bastante frequentada nos finais de semana, Paripueira tem bancos de areia que formam piscinas naturais, acessíveis por lanchas na maré baixa.

Também passearam de catamarã (Lopana) pela orla urbana de Maceió (Pajuçara e Ponta Verde).

Depois seguiram para o nosso paraíso particular: Conde (sítio da vovó) onde passaram Natal e Ano novo, com a companhia das amiguinhas Cecília e Mariana, tia Lala e em seguida chegaram seu dindo Marcelo e tias Nay e Del Carmem. Claro que sua bisa e seu biso também estavam nessas festividades.

Que delícia brincar em contato com a terra, o mar, os animais, exercendo a sua função: “ser criança”

Fotos de Maceió:

Partiu Maceió… rsrsrs

Fotos Do Conde:

Com as plantas da vovó. A primeira é o pé de ipê que plantou há dois anos.

Brincadeira da festinha de natal, com as crianças da roça.

Família e amigos…

Uns artistas… rsrsrs

E esse belo pôr do sol em?

Lindo pôr do sol…

Projeto de pescador ❤

Travessia para a Barra da Siribinha

No sítio da vovó

Com tia Nay e Mamá..

Na grama de tia Cadinho…

 


As experiências anteriores, com seus pais, acho que não deram muito resultado, ou você dormia, ou ficava inquieto, mas agora que vc já está ficando mais esperto e grandinho, aproveitou mais, principalmente que estava cercado da sua costumeira “patota”. E lá se foram vocês para a aventura e depois um passeio no shopping com seus respectivos pais. Que delícia, em?

Os registros ficam marcados para sempre, pois quando a maturidade chega, muita coisa vai se “esmaecendo” da memória. Eu mesma, procuro lembrar de passagens da minha infância, desse período de sua idade, e não me lembro!

 



%d blogueiros gostam disto: