Aqui começa a minha jornada, no mundo maravilhoso do sentimento de SER "Simplesmente Avó"

Arquivo do mês: maio 2014

Esse post é curto, mas especial, pois foi o acontecimento mais importante do seu oitavo mês. Sua mãe ficou “espantada” porque não foi mencionado isso na postagem anterior. Ela, é lógico, sabe de cada coisinha que diz respeito ao seu desenvolvimento, pois afinal vocês vivem “grudadinhos” um no outro, como me lembrou fatos importantes tipo: sentar sem apoio aos 5 (meses) e surgimento dos seus primeiros dentinhos aos 6 (seis).

Eu que já estava pensando que você iria andar sem engatinhar e há uma semana fiquei emocionadíssima (cheguei até a chorar) quando recebi os vídeos, que juntei e fiz um só, na edição abaixo. Quando seus pais chegaram na creche para lhe buscar, você estava no colo da professora e sua mãe pediu para colocar você no chão emborrachado, acho que ela teve a intuição que você iria engatinhar! E você engatinhou, pela primeira vez!

Vou convidar vocês a verem o vídeo (a seguir) que a vovó editou de Arthur engatinhando, vocês vão se emocionar!

Vou terminar a postagem com algumas fotos do Dia das Mães! O papai Aderbal providenciou os presentinhos para você dá a sua mãezinha. Olhem que lindos presentes! Eu amei.

IMG_6110

Fazendo uns carinhos na mamãe…

arthur e mila

Amo você mamãe!

arthur e bal

Meu papai e eu carregando os presentinhos da mamãe…acho que um foi dele e outro foi o meu rsrsrs

arthur e mil

Eu estou mais preocupado com esse presente e a mamãe só no “selfie” rsrsrsrs

arthur presente

Os presentes…

arthur presente1

Os presentes…

 

Publicado por em Arthur, Emoções, Fotos, Vídeo Tags:, , , , ,

2 Comentários

Cada dia mais novidades de você, Arthur! Todos tem as suas versões (seu Dindo Marcelo, sua tia Nara e sua mamãe). Eu fico encantada com todas as versões passadas por telefone, whatsapp, facebook, skype…hahaha…e viva a tecnologia!! Assim sua avó, do outro lado do oceano, vai lhe acompanhando!

Me disseram que você já está bastante esperto, já sabe a hora de posar para as fotos, inclusive até olha sua foto no celular com atenção :D, bate palmas, acompanha as músicas infantis com o dedinho (achei isso uma fofura!) e não estranha ninguém (se joga para o braço de todos!). Mas aqui tem uma queixa de ciúme da sua mãe! 😀 Por dois dias, quando ela foi lhe pegar na crechinha, você não se jogou para ela, ficou bem da sua no colo da professora!!! Ela ficou morrendo de ciúmes!!

Ah meu netinho! não tem coisa melhor do mundo quando acordo e vejo a sua foto diária, enviada por sua mãe. Já fico esperando ouvir o som do whatsapp e quando o barulhinho chega, já sei que foi sua foto que chegou!

Você ficou dodói de novo esse mês, com gripe, fora isso tudo está indo ótimo!

IMG_6013

Olha sua cara de travesso!

cadinho

Você todo molinho, com gripe, no colinho da titia-vovó Cadinho

Finalizando com as fotos do seu mêsversário (segundo o dicionário informal = que significa a comemoração de cada mês que o bebê completa até o seu primeiro aninho), mas outros chamam “mensário”…dessa vez você teve visitas das tias Marina Mascarenhas, Manuela Bacelar e Mileise!

IMG_6035

IMG_6036

IMG_6037

IMG_6038

IMG_6039

Curtir isso:

Publicado por em Aniversários, Arthur, Datas comemorativas, Família, Fotos Tags:, , , , , ,

Resposta

Não tem uma música que fala de lata d’água na cabeça? Me lembrei dela imediatamente ao ver essas fotos de Arthur. Apenas como paródia, é claro, do objeto na cabeça. Só que o caso aqui é vaso plástico na cabeça. Assim que vi as fotos perguntei a minha filha: porque você colocou isso na cabeça dele? Ela, na maior graça, disse que foi fazer uma brincadeira e ele adorou, que se acaba de rir quando ela coloca esse vaso plástico na cabeça dele e assim está ele:

 

IMG_5648

IMG_5836

IMG_5837

IMG_5839

Olha só o que acontece, quando mostra o vídeo da galinha pintadinha!! kkkk

Olha só o que acontece, quando mostra o vídeo da galinha pintadinha!! kkkk

Não posso parar de rir quando penso nessas fotos…

Publicado por em Arthur, Família, Fotos Tags:,

3 Comentários

Minha mãezinha, te amo mais do que tudo! Você é a minha rainha e meu primeiro sorriso da manhã! Você me alimenta, me dá aconchego e cuida de mim quando estou “dodói”. Tenta até advinhar o que estou sentindo! Nós estamos tão “grudadinhos” que parece até um chiclete… 😀

Não é só por isso que eu te amo, mas porque seu amor me contamina e eu sei o quanto ele é imenso, que nem tenho palavras ainda para descrever….Aguarde eu crescer 🙂

Adoro lhe dá beijinhos, mesmo quando meio sem jeito ainda “chupo” sua orelha! “Sorry, mommy” ainda vou aprender direitinho…Desculpa também pelas noites mal dormidas, mas prometo que vai melhorar, tá?

Agora olha só a primeira impressão das minhas mãozinhas e também a minha foto, todo prosa, nesse azulejo para você pendurar na parede, presentinhos que fiz lá na creche!

E aqui vai o meu beijinho de agradecimento pela mãe maravilhosa que Deus me deu!!  FELIZ DIA DAS MÃES, mãezinha Milena!

Seu filho, Arthur

dia das mães

Mostrando os meus primeiros “gifts” para a mamãe:

IMG_1734

IMG_1732


Aprendi que só podemos SER aquilo que trazemos na bagagem ao longo do aprendizado da vida, mas parto do princípio que todas as coisas e situações se transformam de acordo com as lições aprendidas. Eu não posso mudar o que fui, mas posso mudar quem quero ser. Quero que meus netos me vejam por dentro, com todos os meus defeitos e qualidades e sobretudo que saibam apreciar o exemplo que tentarei passar para eles e me esforçando para ser um pouco melhor a cada dia que passar. Gostaria de ser uma avó presente no cotidiano, mas sei que isso é praticamente impossível, pois cada família tem sua rotina e todos tem uma vida a viver, mas tentarei estar junto nos principais momentos, ou nas datas importantes, quando as circunstâncias permitirem, querendo lembrar aqui que: “nem toda distância é ausência e nem todo silêncio é esquecimento”…

Quero ter tempo prazeiroso para dividir com eles, como ler livros, contar estórias (isso eu tenho que aprender rsrsrs), tomar banho de rio, de mar, ir ao shopping, ensinar a mexer com a terra, admirar os animais e a natureza de uma forma ampla. E finalmente, acompanhá-los no mundo da informática e tecnologia, que não sou boba nem nada… 😀

Quero estar um pouco mais na frente que no tempo em que criei meus filhos, com heranças dos meus pais e meus avós, que foram aprendizados úteis, mas agora com nova roupagem. Tenho mais lembranças da minha avó materna, pois foi com quem convivi mais e dela quero ter a firmeza, a paciência e a generosidade, mas excluir o “carrancismo” em determinadas atitudes.

experiencia3

Ser avó, não tem preço…

Algumas lembranças  que me vieram a mente da minha meninice e adolescência: Minha mãe, que até me ensinou a costurar, pois ela era uma modista excelente, com moldes de como cortar uma calça, um vestido. Lembro que até cheguei a fazer um para uma afilhada e tempos depois essas aulas me ajudaram a confeccionar cortinas e colchas para o quarto das minhas filhas, mas ficou somente nisso, nunca mais fiz mais nada…   😀

Minha avó materna, Filó (Florina, que na realidade era tia da minha mãe que a criou desde bebê, depois da morte da sua mãe) me ensinou a fazer crochê e a bordar, o crochê eu até ainda sei fazer, mas bordar, não me identifiquei. Vó Filó, tinha o cabelo todo branquinho, longo, mas sempre enrolado com um coque preso com grampos, vivia a costurar suas rendas de bilros, que fazia com maestria (numa ligeireza de dar inveja). Eu ficava horas e horas impressionada como ela não errava nenhum buraquinho daquela cartela onde tinha os desenhos, onde ela espetava o alfinete seguindo o desenho do riscado. Os bilros, parece até que estou vendo, faziam um barulhinho caracterísitico quando eram jogados de um lado para o outro, eram lindas rendas, ela vendia aos metros para as costureiras. Tinha um hábito também de fumar à noite, antes de dormir, também era a única vez durante o dia (fumo de rolo, que ela comprava na feira do Conde todos os sábados). Mas depois das sua baforadas, escovava os dentes de uma maneira muito interessante, usava um pedaço de caule da folha de uma palmeira (que já esqueci o nome) e ia tomar o banho. Colocava talco e ia dormir toda cheirosa, quase sentada em um monte de travesseiros, pois tinha asma e isso a ajudava a respirar melhor. Muitas vezes dormi com ela. Era ela quem me dava apoio quando não me sentia bem, quando estava triste ou estava doente, tinha sempre um chá pronto para tudo e um mingauzinho! E a velha chaleira, lembro muito bem, ela sempre conservava em cima do fogão de lenha e tinha um bule de esmalte verde também, com um coador sempre na parede para o café da tarde, ela adorava um café bem forte e preto, nada de leite! Água no filtro de barro.  Lembro também que tinha uma bacia grande, feita de madeira, chamada “gamela” (o nome é devido a madeira utilizada ser da árvore gameleira, por ser uma madeira macia e leve), a dela era bem rústica! Nos dias atuais não se vê mais esse tipo de coisa!  Ela morreu com quase 100 anos e meus filhos ainda tiveram a sorte de conhecê-la!

almofadagrande bilro

Almofada de rendas de bilros

Vo Filo2

Minha Avó/tia materna Florina, popularmente Filó – também já falecida. (Trisavó/tia de Arthur)

Já meu avô materno, Horácio Ferreira Batista, as lembranças são as das suas histórias “de medo”, que nós netos ouvíamos fascinados, com os olhos arregalados, sentados na varanda da casa da fazenda. Histórias que , segundo ele, aconteceram  mesmo. Histórias que envolviam alguém que virava lobisomem, de pessoas que ele disse que conhecia e que se transformavam em mulas sem cabeça, dos compadres e comadres que brigavam e quando morriam viravam fogo fátuo!! Depois que acabava de contar tinha que responder aos nossos inúmeros questionamentos, que povoavam a nossa mente, ele inventava as respostas e quando não queria mais responder nos mandava dormir. Acho que todo mundo, da minha faixa etária, deve ter histórias semelhantes dos avós. 🙂

Meu avô materno, Horário Ferreira Batista (Trisavô de Arthur)

Dos meus avós paternos, pouca coisa eu lembro, principalmente do meu avô Costa, por ele já não vivia com a minha avó (Dina) desde que eu era muito pequena. Eles eram desquitados (naquele tempo não existia divórcio ainda). Encontrei com ele raras vezes, tinha os olhos de um azul cristalino e ele era muito bonito, mas o visitei nos seus últimos momentos de vida, num leito de hospital. A minha avó Dina era muito vaidosa, gostava de tingir o cabelo (naquela época chamava-se hennè, acho que depois virou henna) e viajava muito também para o sul da Bahia, para a casa da irmã, depois que os pais dela morreu. Tinha descendência indígena. Ela não era muito apegada com os netos, mas de uma coisa eu lembro, ela começou a me ensinar a fazer tricô, só que eu não me interessei, depois que comecei a fazer crochê. Ela era professora e às vezes dava aulas em casa. Eu também estive presente na ocasião da morte dela, onde fiquei revezando com Jaci, minha prima, ao lado da mesma. Morreu de aneurisma cerebral, em Conde, Bahia.

meus avós

Meus avós paternos, já falecidos. Avô Epifânio Georgino da Costa e Avó Andrelina Anunciação Costa, popularmente Vó Dina (Trisavôs de Arthur)

Claro, que para os meus netos, no futuro eles vão lembrar de coisas bastantes diversas do que eu vivenciei, mas gostaria que eles aprendessem e lembrassem de um tempo em que obediência aos pais e respeito aos mais velhos era o trivial variado.

Quero tentar ser uma avó presente, mas não invasiva. Acho que os avós podem ser conselheiros, educadores e um conforto em momentos difíceis. 


Um ovo, dois ovos, três ovos assim. Coelhinho maroto, que cor ele tem? Azul, amarelo e vermelho também!

arthur coelhinho1

A partir de agora vão começar todas essas festividades e um calendário variado de comemorações e histórias. Benvindo ao mundo, Arthur! Um mundo que talvez ainda não seja o ideal, mas que está se transformando e que talvez você já veio para fazer parte dessa regeneração planetária! Assim confio, que os novos habitantes que estão chegando, serão os pilares dessa mudança, pois do jeito que está não pode ficar! O AMOR e a COMPAIXÃO renovarão esse Planeta!

Seus pais iriam para o Conde, novamente, no feriado da Semana Santa, mas por motivo de força maior não puderam ir. Então vocês ficaram em casa, mas foram fazer uma visitinha a sua tia Nara.

No tempo que você já for capaz de ler esse blog, já deverá saber o significado de todas as datas, mas aqui está o pensamento de sua avó, sobre o que é a Páscoa: a data foi transformada em festividade de “comilança” e comércio de ovos de chocolate, mas o verdadeiro significado quase nunca é lembrado e vivido, ou seja praticado, que é o da renovação interior, de aparar as arestas com as diferenças que existem entre os semelhantes, a prática do perdão às ofensas, de agir com compaixão . É um renascer de forças interiores capazes de mudar os atos e a diretriz da vida. Isto é Páscoa no sentido mais profundo.

O significado cristão é que a Páscoa é uma festa solene, por meio do qual os hebreus ( depois judeus, israelitas) instituíram para comemorar a sua saída do Egito, onde eram escravizados, em direção à “terra prometida” (Canaã ) Essa celebração recebeu o nome de Pessach, que em judaico significa passagem da escravidão à liberdade. Daí surgiu o nome Páscoa. A festa de Páscoa realizava-se em Jerusalém, atraia multidões e durava sete dias, durante os quais se comia só pão sem fermento em lembrança do que eles passaram até chegar à Terra prometida. Enquanto os judeus realizavam a Páscoa para comemorar sua saída do Egito, os cristãos realizavam para comemorar a ressurreição de Cristo.

Achei esse texto na internet e quero deixar para você:

“Páscoa….
Ressurreição do sorriso… Ressurreição da alegria de viver…
Ressurreição do amor… Ressurreição da amizade…
Ressurreição da vontade de ser feliz….
Ressurreição dos sonhos, das lembranças e de uma verdade que está acima dos ovos de chocolate ou até dos coelhinhos.
Cristo morreu, mas ressuscitou e fez somente para nos ensinar a matar os nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes do íntimo de nossos corações!”

Que esta seja a verdade da sua Páscoa!!

IMG_5884

IMG_5885

IMG_5549

 

ARTHUR PASCOA

IMG_5868

Visitando titia Nara



%d blogueiros gostam disto: