Aqui começa a minha jornada, no mundo maravilhoso do sentimento de SER "Simplesmente Avó"

Arquivo do mês: novembro 2014

Ninguém sabe quem estava mais interessado em ver, se o aniversariante ou os curiosos (pais, avó, bisavó, tios e tias..kkkkkk), mas no meio dessa bagunça, você se divertiu a valer! E tudo é mesmo motivo para festa!

_DSC0001 _DSC0005 _DSC0007 _DSC0019 _DSC0021 _DSC0024 _DSC0028 _DSC0034 _DSC0044 _DSC0061 _DSC0068 _DSC0081 _DSC0095 _DSC0104 _DSC0110 _DSC0117

E depois de tanta atividade, que tal uma pausa para uma soneca?

_DSC0129 _DSC0130

Anúncios

mordida

Motivada pela notícia que meu netinho, com apenas 1 ano e 2 meses, já teve queixa da creche que andou mordendo um coleguinha e também em busca de mais conhecimentos sobre o assunto, parti para as minhas buscas à procura de mais informações. Eis o que achei e compartilho!

“Nada deixa uma mãe mais arrasada que pegar seu filho na escola e ver uma marca de mordida em seu braço. Logo quer falar com a professora para saber quem foi, que providências foram tomadas, além do pedido de maior cuidado para que isso não se repita. Lamento dizer: pedido em vão! Não é por falta de cuidado do adulto que a criança morde, mas por conta de seu momento de desenvolvimento.

Até por volta dos três anos de idade as mordidas são normais entre as crianças, isto porque como sua linguagem ainda não está totalmente desenvolvida, não fala com tanta fluência. Não conseguindo expressar seus desejos através da palavra, as agressões físicas como os empurrões, puxões de cabelo e as famosas mordidas são o recurso mais rápido para responder a um desejo contrariado.

Além disso, nesta fase a criança é egocêntrica e acredita que o mundo funciona e existe em função dela. Uma das primeiras maneiras de relacionamento é a disputa por objetos ou pela atenção de alguém, um adulto especial. A intenção da criança ao morder é obter o mais rápido possível aquele objeto de desejo, já que não consegue verbalizar com fluência. Portanto, nada de chamar de “monstrinho” ou “malvado” o coleguinha que morder seu filho. O objetivo da criança é ter seu desejo atendido, a noção de que causou dor e sofrimento no outro ainda não foi desenvolvida.

A integração social é um aprendizado, as crianças não nascem sabendo as noções de boa convivência, muito menos o efeito que suas ações tem sobre o outro e vice-versa, tudo isso é aprendido. Por isso, quando usa o recurso da mordida para conquistar o brinquedo ou a atenção pretendida é preciso, de forma bastante tranqüila e firme, mostrar-lhe as conseqüências de sua ação, mostrando que não é certo morder, pois machuca o outro.

Aos poucos, a medida que a linguagem for sendo desenvolvida e as construções sociais adquiridas, as mordidas vão sendo substituídas pelo diálogo. Desta forma, o melhor é conversar com a criança, não adianta excluí-la do grupo. A melhor maneira de aprender a conviver bem é experimentado a convivência.”

Texto: by Redação Bebê

Outros textos interessantes, para serem lidos: Mordidas na Educação Infantil, Como lidar com a fase das mordidas, A criança morde os outros. Por que será?

mordida2


Bem, desculpem a ausência, mas a vovó aqui estava curtindo o netinho bem de perto, lá no Brasil! Nada como poder sentir o cheiro, tocar a pele, dar muito beijos e abraços e ainda por cima compartilhar de muitas caras e bocas, do balbuciar das primeiras palavras, dos risos e gargalhadas, da troca de fraldas, das mamadeiras e lanchinhos e por que não de algumas noites acordando e dormindo que nem um passarinho? Especialmente nos dias de gripes, tosses e viroses…mas valeu a pena cada segundo, de cada dia que pude estar por perto! Obrigada, Deus, por me permitir estar presente. Os dois meses e meio valeu pelo ano todo! 🙂

Como era de se esperar, sua festinha de aniversário de 1 aninho Arthur, foi uma grande alegria para seus pais, avós, tios e toda a família. Você, como sempre, fazendo suas graças, que encanta a todos! E a grande novidade é que, com sua festa, sua mãe ingressou em outra atividade que ela adora, pois colocou para fora seus dons artístivos e criativos: a personalização de motivos para festas infantis e quiçá, no futuro, de adultos! Ela criou a”Felicitart“, que já começou a dar frutos…A exemplo, vejam as fotos a seguir, das forminhas e decorações do aniversário, criação da Felicitart! Se gostarem, curtam a página no Facebook.

Vamos ver agora as fotos do seu aniversário? O motivo da decoração foi “praia”…

IMG_0046

_DSC1219

_DSC1221

_DSC1319

_DSC1311

 

A Festa:

_DSC1253

_DSC1382


_DSC1243

_DSC1237

Família e Convidados:

As guloseimas: – forminhas e enfeites by Felicitart.

_DSC1112

_DSC1113
As lembrancinhas foram sabonetes glicerinados em forma de picolés, produção do Emporio da Mari. Curtam a página do Empório, também, no Facebook e descubram coisas lindas!

_DSC1114

_DSC1115

_DSC1116

 

_DSC1118

_DSC1119

_DSC1120


_DSC1123

_DSC1125

_DSC1127

_DSC1129

_DSC1130

_DSC1131

_DSC1132

 



%d blogueiros gostam disto: